27 agosto 2014

O que aprendi com a programação hoje: dia 1 - #javascript

Estou trabalhando no desenvolvimento de uma nova habilidade pessoal, uma competência que a muito tempo estou desejando, um hábito que ainda não tenho na minha vida, e que, vez por outra, tento colocar em prática. Porém, quando a energia ou a minha disposição me abondonava, acabava por desistir de persistir essa prática. Trata-se de uma competência que sempre desejei melhorar, mas que tenho exercitado pouco: o hábito de escrever.

bye fonte

Sendo assim decidi tentar um novo método para colocar em prática nos próximos 30 dias que se seguirão. Vou registrar o progresso das tentativas diárias, e para exercitar essa competência da escrita precisarei escrever alguma coisa, sobre algum tema ou assunto de minha preferência, no qual me permitirá exercitar a escrita, e se tudo ocorrer bem, poderá auxiliar no desenvolvimento do hábito esperado. Não tenho ideia se isso vai contribuir, mas acredito que sim. Então, convido a você a me ajudar acompanhando o progresso diário ou vez por outra.

Decidi abordar sobre o assunto que tenho experiência e familiaridade: a programação. :)

Dizem que as perguntas movem o homem... a pergunta que vou me propor a refletir é:

- O que aprendi com a programação hoje?

Começarei assim: o que aprendi com a programação hoje? dia 1

Em um projeto que estou ajudando a desenvolver, tenho me deparado com a necessidade de usar a linguagem Javascript, e dado meu conhecimento e percepção que tinha dessa linguagem, as primeiras impressões não foram muito boas. Mas isso rapidamente foi mudando a medida que fui conhecendo melhor a linguagem em questão. Percebi que eu havia criado um certo preconceito da linguagem Javascript, e isso me impedia de me informar melhor sobre a evolução desta tecnologia.

Nada que uma demanda nova do mercado não possa resolver. Nos obrigamos a correr atrás do prejuizo, fazendo-o ir buscar o conhecimento necesário da linguagem. Percebi que precisava reaprender desde o básico se quisesse melhor compreender os detalhes da linguagem.

Encontrei um lugar bem legal que permite colocarmos na prática a linguagem Javascript, assim como estudar seus detalhes conceituais. Achei o curso do Codecademy de Javascript. E foi ali que comecei a rever meus conhecimentos prévios e confrontá-los com os novos que estavam sendo vistos.

Aprendi e ainda estou aprendendo com o curso de Javascript do CodeCademy, que não importa a linguagem que você está precisando aprender, mas que tudo pode ser encarado de forma divertida se estamos abertos a novos conhecimentos. O fato de fazer etapa por etapa no ambiente do codecademy me permite lembrar que na minha profissão: desenvolvedor de sistemas e professor, tenho que manter a mente aberta para aprender novas coisas, o tempo todo.

Outro ponto que me fez refletir... creio que não devemos achar que já sabemos tudo sobre determinada linguagem e por isso tomar a decisão de me fechar para novos conhecimentos sobre tal tecnologia. No contexto que eu havia aprendido Javascript eu não tive a devida necessidade de usar para os problemas de outra época, assim não foi despertado muito interesse. Só que ao necessitar deste conhecimento, tive que correr atrás para aprender o suficiente para iniciar meu projeto.

Existem muitas formas de aprender programação: aprendi com o codecademy, no curso de Javascript que a linguagem é extremamente poderosa e simples para coisas que podemos fazer dentro de um navegador de internet (Browser). Mas isso vou deixar para falar amanhã e adiante.

4 comentários:

Kevin Allen disse...

Gosto muito do JavaScript, tive que aprender a utilizar por necessidade. O primeiro projeto que participei como desenvolvedor de software em uma empresa era necessário uma grande interação com o usuário (respostas rápidas sem necessidade de mudar de tela, etc).

Logo comecei a gostar bastante de trabalhar com a linguagem, eu poderia fazer tudo e mais um pouco. Enfim, hoje existem sistemas simples até complexos como browsers utilizando JavaScript.

A resistência a mudanças é normal de todo ser humano, um hábito que em certas ocasiões, devemos deixar de lado.

Um livro que recomendo é "O melhor do Javascript - Douglas Crockford".

Mauro Silva disse...

Oi Douglas,

muito interessante seu desafio. Vc começou com o pé direito pois assumiu um compromisso publicamente e isso faz toda a diferença.

Você já deve ter percebido que blogar coisas técnicas é infinitamente mais fácil do que fazer os textos que vc está propondo.

Desejo sucesso!

[]'s
mauro

Douglas Del Frari disse...

Obrigado Kevin por compartilhar sua experiência e por indicar um livro.

Obrigado Mauro Silva pelo incentivo!

Lione Bohn disse...

E ai Colega de Faculdade, muito bom ver e ler um Blog seu, va em frente que para aprender mais uma linguagem nunca é tarde, estou deixando um pouco de lado a Programação, mas um tempo atras ainda trabalhava nessa area, tudo de bom e vou continuar acompanhando seu blog.