21 fevereiro 2007

Os brasileiros estão lendo mais?

O que os livros The Servant (O Servidor, em português) e O Monge e o Executivo tem em comum?
Quase tudo, menos o título. Parece incrível mesmo, mas o livro O Monge e o Executivo, do autor James Hunter, que está fazendo o maior sucesso de vendas aqui no Brasil, foi traduzido com um nome diferente do original The Servant. O engraçado é que nem o próprio autor sabia disso, e quando ficou sabendo do sucesso, quase não acreditou que seu livro tinha esse nome por aqui. A revista Época entrevistou Hunter que se diz satisfeito com o sucesso. Veja a reportagem da revista Época. Até ai tudo bem, mas o que me chamou a atenção vem agora.

O livro é acessível economicamente?
O livro custa em média 15,00 R$ e tudo indica que será o campeão de vendas aqui em nosso pais, pois já vendeu mais de 1.3 milhões de exemplares podendo bater o recorde atual, que segundo a revista época, ao consultar especialistas, pertencem ao clássico de Jorge Amado (Capitães da Areia), bem como O Alquimista de Paulo Coelho, ambos com mais de 2 milhões.

Um título criativo pode fazer a diferença nas vendas? Jogada de Markting? Os brasileiros estão lendo mais?

Setenta e cinco por cento dos brasileiros não dominam o exercício da leitura, e mais de 60% não sabem interpretar textos. Especialistas alertam que o hábito tem de começar cedo, ainda na infância.

Educação Os "sem-livro" Fonte: Correio Braziliense, Brasilia, 11 de junho de 2006.

Pesquisa nacional feita com pessoas de 15 a 64 anos, pelo Instituto Ação Educativa/Ibope, aponta que apenas 25% dos brasileiros têm “habilidades mais refinadas” para ler um texto e compreendê-lo. Fonte: Jornal da Unicamp

Somos 180 milhões de pessoas, dessas, tiramos 25% (45 milhões) que segundo pesquisa são as que teriam condições de ler e entender o que foi lido. O problema é que desses 45 milhões de leitores em potencial somente 4.4% é que talvez comprem o livro citado, na melhor das hipóteses, pois assim alcançaríamos a marca dos 2 milhões batendo o recorde novamente. Onde está o restante dos leitores? Talvez comprem outro livro? Há grana para investir em livros? Será que no Brasil é uma questão de cultura e por isso lemos pouco?

4 comentários:

rafa disse...

pena que o livro é uma merda sem fundamento. tipo psicografia...

Alexsandro Vasconcelos disse...

Nunca ouvi falar nesse livro...
^^
Prof, o senhor vai postar algo que interesse à nossa cadeira de Tecnologia da Informação do curso té. em Administração da FCAP???
Esse post e esse livro tem algo a ver conosco???

Um abraço e até sexta.

Marcel disse...

opa Douglas,
Já pude ler esse livro, e posso dizer que é uma leitura obrigatória a todos que querem aprender sobre liderança. Não só a liderança "empresarial" que é mais comum, como a liderança em todos ambientes que podem ser aplicados... Não claro, só fala em liderança, como também aplica outros conceitos e experiencias sobre convívio e compreensão.
Posso dizer que você passar a ter uma visão "inversa" após voce ler esse livro. Não são as pessoas que devem servir a voce, e sim você procurar servir às pessoas.
=D
Recomendo!
Marcel

Marcel disse...

Opa Douglas,

Já li esse livro, posso recomendar fortemente à todos interessados sobre tópicos de liderança e comunicaçao. Posso dizer que após ler esse livro tive uma inversão nos meus conceitos. Liderança que vemos nos livros técnicos pode ganhar uma conotaçao diferente após a leitura demonstrada sobre as experiencias desse livro "O Monge e o Executivo".
Apenas concluindo que, o espiríto de um líder não é ele ser servido pelas outras pessoas do grupo e sim ela saber servir bem à essas.
Recomendo!

Marcel